A FUNDUNESP em sinergia com a história de São Paulo

A FUNDUNESP em sinergia com a história de São Paulo

A FUNDUNESP está sediada em um lugar que respira história. Desde a sua criação ocupa um casarão na Avenida Rio Branco, região central da capital paulista, em frente ao Palácio dos Campos Elíseos, antiga sede do Governo Estadual e antiga residência oficial do Governador. A relação com o Palácio, no entanto, está para além da geografia.

Apesar de não haver estudos conclusivos, uma curiosidade é a possível existência de um túnel de 200 metros que ligaria as duas construções, atualmente lacrado. O que leva a crer que aqui serviu como Casa de Hóspede ou Anexo ao palácio. Ao longo dos anos, o espaço abrigou diversas Secretarias e Órgãos do Governo, entre eles a Coordenadoria do Ensino Superior do Estado de São Paulo – CESESP, ligada à Secretaria da Educação. A Reitoria da UNESP passou a ocupar o imóvel a partir de 1976 e, em 1979, o casarão foi doado à nossa Universidade. A FUNDUNESP está sediada no local desde quando a entidade foi instituída, em 02 de abril de 1987.

Tipicamente neoclássica, a arquitetura do lugar remonta ao início do século XX e manifesta tendências individualizantes da arquitetura residencial. O estilo denota um aspecto marcante dos valores da burguesia cafeeira, preocupada em evidenciar os níveis de riqueza daquele tempo.

No final do século XIX, o bairro Campos Elíseos foi idealizado e loteado por empresários suíços e alemães. Na época, a localização era privilegiada, sendo considerado um grande centro comercial. Faz parte do distrito de Santa Cecília, que pertence à região central da cidade de São Paulo, e abrange também os bairros de Santa Cecília, Várzea da Barra Funda e parte da Vila Buarque.

Os espaçosos terrenos do loteamento eram ideais para abrigar as mansões e residências dos barões do café que iam à Capital a negócios. Seu entorno também abrigava o principal hospital da cidade na época, a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e a Igreja Coração de Jesus e o Liceu.

Uma dessas construções, o Palácio dos Campos Elíseos, sediara o Governo do Estado e fora residência oficial do Governador, no período de 1912 a 1964. Ali habitaram governadores famosos, que podem ter frequentado a mansão da Fundunesp, entre eles podem ser destacados: Francisco de Paula Rodrigues Alves (1912-1916), Washington Luiz P. de Souza (1920-1924), Júlio Prestes de Albuquerque (1927-1930), Armando Sales de Oliveira (1933-1936) e Adhemar P. de Barros que ocupou a moradia por duas vezes (1938-1941 e 1947 e 1951), até ser cassado pelo governo militar. Antes do terceiro mandato de Adhemar P. de Barros, residiram os também famosos: Jânio da Silva Quadros (1955-1959) e Carlos A. A. de Carvalho Pinto (1959-1963). Todos homenageados com nomes de ruas, avenidas e viadutos. Depois de um incêndio, em 1967, a sede do Governo e a morada oficial foram transferidas para o Palácio dos Bandeirantes, na zona sul da Capital.

Também podem ter se hospedado por aqui muitos visitantes ilustres, se destacam entre eles: Rei Alberto da Bélgica; Cardeal Eugênio Paccelli (antes de se tornar Papa), Príncipe de Gales (antes de ser coroado Rei); Dwight Eisenhower e o Príncipe Phillip.

O nosso “casarão” da Avenida Rio Branco também foi sede da Reitoria da UNESP, do seu início, em 1976 até a mudança para a Praça da Sé, centro histórico e financeiro da cidade de São Paulo, hoje sede da Fundação Editora UNESP (FEU).

 

(Modificado do Livro “Fundunesp 25 Anos”- Diretoria 2006-2013 – Prof. Dr. Luiz Antonio Vane)

Visto 6948 vezes Última modificação em Segunda, 23 Outubro 2017 13:21
 



 : Avenida Rio Branco, 1.210 - Campos Elíseos
     CEP 01206-001 - São Paulo

 : (11) 3474-5300 / 3474-5346


Logo NEaD - Núcleo de Educação a DistânciaCustomizado por: NEaD - Núcleo de Educação a Distância da UNESP