Vanderlan Bolzani recebe o prêmio “Professor Otto Gottlieb” de 2017

Vanderlan Bolzani recebe o prêmio “Professor Otto Gottlieb” de 2017

Além da vice-presidente da SBPC, a professora Maria Fátima das Graças Fernandes da Silva, da UFSCar, também recebeu a homenagem.

A Premiação reconhece pesquisadores brasileiros que se destacam pelas pesquisas realizadas na área de química de produtos naturais, com resultados que tenham impactado positivamente o desenvolvimento da área no Brasil e no exterior

A Divisão de Produtos Naturais da Sociedade Brasileira de Química (SBQ) entregou nessa quarta-feira, 8 de novembro, o prêmio “Professor Otto Gottlieb” de 2017 à vice-presidente da SBPC e professora do Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Vanderlan da Silva Bolzani, e à professora Departamento de Química, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Maria Fátima das Graças Fernandes da Silva. A premiação é um reconhecimento a pesquisadores brasileiros que ao longo de suas carreiras vêm se destacando pelas pesquisas realizadas na área de química de produtos naturais, com resultados que impactam positivamente o desenvolvimento da área no Brasil, contribuindo também para o avanço mundial da área .

As duas cientistas foram premiadas na categoria Sênior. Na categoria Júnior, o prêmio foi dado ao professor Moacir Rossi Forim, também do Departamento de Química da UFSCar. A premiação foi realizada durante o “6th Brazilian Conference on Natural Products”, em Vitória (ES), que aconteceu esta semana, de 5 a 8 de novembro.

Bolzani dedica-se há mais de 40 anos ao desenvolvimento de pesquisas em química de produtos naturais e química medicinal de produtos naturais. Formada em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) em 1973 e doutora (1982) em química orgânica pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), a cientista tem uma extensa experiência em parcerias científicas internacionais: da Universidade Estadual da Virgínia (EUA), à Universidade de Queensland, Universidade de Manchester e a Université Pierre et Marie Curie, Paris VI, na França, onde foi professora visitante em 2011 e 2012. Entre 2008 e 2010 presidiu a Sociedade Brasileira de Química (SBQ) e tornou-se a primeira mulher a exercer a presidência deste Sociedade. Desde 2015 é vice-presidente da SBPC, reeleita em 2017 por mais um mandato. Fellow da Royal Society of Chemistry desde 2009, tornou-se membro da Academia Brasileira de Ciências e Academia de Ciência do Estado de São Paulo em 2011.

Também recebeu as mais prestigiosas premiações na sua área: em 2011, foi outorgada com a Medalha Simão Mathias e com o prêmio Distinguished Woman in Science, da IUPAC/ACS. Em 2013 recebeu o prêmio Elsevier Capes 2013 e foi eleita para a World Academy of Science for Developing Countries, TWAS. Recebeu em 2015 o Prêmio Kurt Politzer de Inovação Tecnológica, categoria pesquisador, da Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM).

A vice-presidente da SBPC afirmou que receber o prêmio “Professor Otto Gottlieb” a emocionou profundamente. Gottlieb foi seu orientador de mestrado e doutorado, uma relação que influenciou profundamente sua carreira acadêmica.
“Ter conhecido o professor Otto foi uma das premiações mais marcantes na minha carreira de cientista. Recém-formada em Farmácia pela UFPB sonhava em fazer pós-graduação com o grande cientista. Encontrei no Instituto de Química da USP, em São Paulo, quem procurava. O professor Otto, já muito famoso, me recebeu, com um misto de ternura e exigência. Me encantei com o grande mestre. Seu conhecimento específico e geral impressionava todos em sua volta e eu ficava fascinada com suas aulas e conferências. Fiz mestrado e doutorado sob sua orientação, e o que sou hoje profissionalmente, devo, em parte, à sua orientação rigorosa e segura. O professor continua sendo meu grande mestre e inspiração”, declarou, mostrando um poema que fez em homenagem ao professor no seu aniversário de 80 anos, no ano 2000:

Gostaria de presenteá-lo,
Mas que presente vos dar?
Quisera eu, mestre querido,
Num momento de devaneio,
Voltar o tempo, retroceder no espaço,
E junto ao mestre querido,
Tudo de novo começar!
Cursos…estudos….tese….
E como diria a sensível Cecilia Meireles,
Ancorar nossas velas, junto ao rei do mar!

A cientista destacou ainda o prestígio internacional de seu grande mestre, e lembrou uma ocasião, em 1995, quando participou do Congresso da American Society of Pharmacognosy, nos Estados Unidos. “Estava com um grupo de pós-graduandos da Califórnia e no meio estavam alguns professores famosos, como os professores Willian Fenical (University of California, San Diego), Koji Nakanishi (Columbia University, NY) e A. Douglas Kinghorn (College of Pharmacy, Ohio State University). Ao perguntarem de onde era, me apresentei e respondi que era do Brasil. Um dos colegas da discussão acrescentou que eu era aluna do professor Otto Gottlieb. Imediatamente o professor Fenical e os demais voltaram-se e me deram atenção especial”, contou.

Ao final da conferência sobre sua vida e carreira acadêmica dedicada à pesquisa química de produtos naturais da biodiversidade brasileira, Bolzani apresentou à plateia outra premiação nestes anos, os seus dois netinhos, Julio (3 anos) e Raul (6 meses), e fez um apelo a todos os cientistas, pesquisadores, professores e todos cidadãos que têm filhos, netos e bisnetos, diante desse momento tão grave pelo qual passa o País e a ciência brasileira: “não se isentem de nossa responsabilidade para com o futuro de nossos pequenos! O Brasil de hoje não é o que queremos para os nossos descendentes!”

Fonte: Jornal da Ciência - http://www.jornaldaciencia.org.br/vanderlan-bolzani-recebe-o-premio-professor-otto-gottlieb-de-2017/

Visto 6435 vezes Última modificação em Segunda, 13 Novembro 2017 13:40
 



 : Avenida Rio Branco, 1.210 - Campos Elíseos
     CEP 01206-001 - São Paulo

 : (11) 3474-5300 / 3474-5346


Logo NEaD - Núcleo de Educação a DistânciaCustomizado por: NEaD - Núcleo de Educação a Distância da UNESP